"Camões dirige-se aos seus contemporâneos", de Jorge de Sena