Não desfazendo, de Manuel António Pina: pp. 21-22